Reprodução IFL TV
Reprodução IFL TV

Rose Volante tem maior desafio da carreira contra Katie Taylor

Brasileira enfrenta irlandesa pela unificação dos títulos dos pesos leves

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

15 de março de 2019 | 04h30

Rose Volante disputa na noite desta sexta-feira, na Filadélfia, Estados Unidos, uma das lutas mais importantes da história do boxe brasileiro. A paulista, de 36 anos, campeã mundial dos pesos leves da Organização Mundial de Boxe (OMB), vai enfrentar a irlandesa Katie Taylor, dona dos cinturões da Associação Mundial de Boxe (AMB) e Federação Internacional de Boxe (FIB) e apontada por muitos críticos como a melhor boxeadora da atualidade.

“Vim para realizar um sonho. O sonho de ser campeã unificada. Trouxe um cinturão e irei embora com três”, disse a pugilista brasileira, dona de um cartel invicto de 14 vitórias, com oito nocautes.

A confiança de Taylor não é menor. Campeã olímpica em Londres-2012, cinco vezes campeã mundial amadora e seis vezes campeã europeia, a irlandesa de 32 anos falou de seu objetivo para este ano. “Após vencer a Rose, vou ganhar o quarto título mundial no segundo semestre.” Ela tem 12 triunfos.

Felipe Moledas, técnico de Rose, revelou segredos que poderão ajudar sua lutadora. “A Rose tem maior pegada. E vai pressionar a Katie desde o primeiro gongo. A Katie nunca enfrentou alguém como a Rose.”

As duas lutadoras pesaram abaixo do limite da categoria (até 61,235 quilos). Rose acusou 60,418 quilos, contra 60,736 quilos de Katie. “Eu estou aqui”, disse a brasileira, antes de um aperto de mão. O SporTV 3 transmite a partir das 22 horas.

Mais conteúdo sobre:
boxeKatie Taylor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.