Rosinha e Cesar Maia selam pacto do esporte

A governadora do Rio, Rosinha Garotinho, e o prefeito da cidade Cesar Maia selaram hoje um pacto de cooperação em prol da realização dos Jogos Pan-Americanos em 2007 e da candidatura carioca às Olimpíadas de 2012. Divergências políticas à parte, os dois começaram a decidir sobre o que será competência do município e do governo estadual. Para amanhã, está previsto o envio de uma pauta de trabalho, acompanhada de um pedido de audiência ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dentre as principais resoluções de hoje estão a construção sob a gerência da prefeitura de um "metrô sobre rodas", o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), na Linha Amarela, que ligará o Aeroporto Internacional Tom Jobim à Barra da Tijuca, onde estão concentradas a maior parte das competições. Já o governo estadual ficará encarregado de viabilizar a linha 6 do metrô (Aeroporto/Barra). Na área esportiva, o principal benefício será a isenção de impostos municipais e estaduais para a importação de equipamentos de "caráter olímpico - certificados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB)" até 2007 e, caso o Rio seja o escolhido para ser a sede dos Jogos Olímpicos de 2012, o prazo será prorrogado até o ano do evento mundial. Outra decisão foi a de consultar a Fifa, a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) e a Federação Internacional de Basquete (Fiba) antes do início das reformas nos estádios do Maracanã e Maracanãzinho. O objetivo é o de adequar os locais aos padrões exigidos pelas entidades internacionais. E, na área de segurança, considerado um dos pontos principais da candidatura, ficou decidido que o COB contratará uma empresa especializada na área e reconhecida internacionalmente para desenvolver um projeto de proteção para a Barra da Tijuca. O custo será financiado pelo poder público. Outro ponto discutido foi a despoluição da Baía de Guanabara, onde a governadora se comprometeu a "acelerar" as obras. E o prefeito enfatizou que o objetivo é o de "impressionar" a comissão do Comitê Olímpico Internacional (COI), que inspecionará a cidade entre fevereiro e março de 2005, na disputa pela sede dos Jogos Olímpicos de 2012. "O que queremos é que na data da visita várias edificações para o Pan de 2007 já estejam praticamente acabadas", afirmou Maia. "Queremos impressionar o COI e essas construções vai nos ajudar no nosso processo de candidatura para 2012." A próxima reunião entre estado e município foi agendada para o dia 12 de agosto. Até esta data, os grupos de trabalho estabelecidos hoje prepararam um dossiê sobre o desenvolvimento dos projetos em suas áreas. Antes do novo encontro, tanto Rosinha quanto Maia esperam ter sido recebidos por Lula. "O governo federal precisa fazer a sua parte e vamos a Brasília para unificarmos nossas ações", disse a governadora.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.