Rossi encerra recurso na CAS um mês após perder título da MotoGP

Um mês após perder o título da MotoGP, o piloto italiano Valentino Rossi encerrou o recurso que interpôs na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) contra a punição recebida na última corrida da temporada, em Valência.

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 14h01

Ele queria anular a decisão da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) que o punira por um chute no espanhol Marc Márquez na etapa anterior, na Malásia. O toque, durante uma disputa por posição, tirou o rival da pista e da corrida.

Pelo toque, Rossi foi condenado a largar da última posição na corrida seguinte, a última do campeonato e decisiva para definir o título. Neste prova, em Valência, o italiano teve grande desempenho ao sair em último e terminar em quarto lugar, mas não foi o suficiente para somar os pontos necessários para garantir o título.

Como precisava chegar ao menos em segundo lugar para levar o troféu, Rossi viu o título cair nas mãos do espanhol Jorge Lorenzo, que estava em segundo lugar na classificação geral antes da última corrida do ano.

Logo após ser punido pela FIM, Rossi apelou à CAS para anular a punição, mas não teve sucesso. Em seguida, entrou com recurso, do qual acabou desistindo somente nesta quinta-feira. "O piloto informou à CAS que não deseja dar continuidade a sua apelação", anunciou a corte sediada na Suíça.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGPRossiMárquezCASpunição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.