Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Rota Austral: churrasco na Patagônia

08/02 ? Rota Austral é recebida com muito carinho e com um belíssimo churrasco da Patagônia pelos companheiros de Santiago Iza em Puerto DeseadoHá dois meses que Santiago fala de Deseado, sua cidade natal, com muito entusiasmo e carinho. Sabemos também que ele é muito popular e querido, e que Deseado espera ansiosamente a nossa chegada. Todo este clima colaborou para que nós também ficássemos contagiados com a ansiedade de Santiago, e por capricho dos ventos patagônicos hoje de manhã não havia nada de vento, uma coisa raríssima aqui nesta região. O que havia era uma forte corrente que nos puxava para fora da Bahia Nodales e devagar íamos avançando. Santiago ia escutando o walkman a rádio de Deseado que de hora em hora entrevistava Javier o presidente do Clube Náutico local perguntando a ele as últimas informações a respeito da nossa posição.Cruzando o farol da Ilha Pinguino a 22 km de Deseado avistamos a cidade e para alegria das tripulações o vento começou a soprar cada vez com mais consistência. Uma hora mais tarde já próximos a entrada do Rio Deseado começaram a aparecer os barcos dos amigos cheio de ?malucos? gritando ?Vasco?, que é o apelido de Santiago, e nos escoltando para dentro de porto natural onde se situa o Clube Náutico. Passamos por uma pequena ilha na entrada do Rio lotada de pingüins de penacho laranja, uma espécie muito rara só encontrada aqui e na Ilha dos Estados, e em seguida do lado direito da margem enxergamos uma porção de carros estacionados com muita gente gritando e buzinando. Encostamos os barcos no Clube Náutico e uma pequena multidão já o esperava para saúdá-lo. Todos ajudaram a subir os barcos e imediatamente fomos bombardeados de parabéns, perguntas e os amigos mais próximos do Vasco já avisaram que à noite íamos comer cordeiro à moda patagônica. Tiramos o dry suit e fomos direto para uma pizzaria tomar cerveja e almoçar. A cidade esta cravada no meio de pedras e de um tipo de areia num tom amarelado, com algumas poucas áreas verdes, porém muito agradável. Fazia muito calor e a mudança de clima está sendo muito brusca, e daqui para frente espero que continue assim. À noite nos levaram ao local do churrasco e não acreditamos no que vimos.Na verdade é uma área própria para ?pick-nicks? toda rodeada de rochas há uma altura de mais ou menos 10 metros e com bastante árvores dentro em uma espécie de clareira. Em um canto um braseiro com dois cordeiros no pau, assando lentamente. Já havia bastante gente quando chegou o cantor com um violão e começou a cantar canções folclóricas ajudado por todos. O cenário estava pronto e não faltaram discursos, beijos e muita risada. Aquela pequena clareira incrustada nas rochas exalava um brilho muito especial e sobretudo muita felicidade. Deseado nos recebeu com tanto carinho que não dá vontade de ir embora, porém quando partirmos levaremos em nossos corações a lembrança de um dos nossos melhores momentos nesta vida.09/02 ? Encontro entre a Equipe Mar e a Equipe Terra da Expedição Rota AustralHoje o dia foi dedicado às atividades organizacionais. O carro de apoio com Marcelo e Zé nos abasteceu de todos os mantimentos, filmes e baterias. Amanhã cedo vamos para Comodoro Rivadávia que fica a 150 milhas (270 km) e talvez alcancemos esta cidade no Domingo à tarde, isso se o vento for favorável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.