Rubinho: de pedreiro a atleta

As provas de mountain bike masculino também terão um brasileiro em Pequim: Rubens Donizete Valeriano. Rubinho, 28 anos, lutou contra o destino para ver realizado o sonho de ser atleta. Aos 16, iniciou-se no esporte enquanto trabalhava como servente de pedreiro para sustentar a família, pobre, que mora em Monte Santo de Minas (MG). Por causa dos compromissos profissionais, Rubinho só podia disputar provas regionais, com premiações que mal davam para cobrir os custos de viagem.Com 20 anos, o ciclista decidiu abandonar a vida dura na construção civil para dedicar-se inteiramente ao mountain bike. Durante quase dois anos sobreviveu apenas das premiações das competições. Os patrocinadores começaram a aparecer só quando se firmou como atleta de elite.Entre as principais conquistas na carreira, Rubinho tem a 25ª colocação no Mundial de Mountain Bike, realizado em junho na cidade de Trento, Itália - o melhor desempenho de um brasileiro em toda a história do evento. O ciclista também participou da campanha da medalha de ouro por equipes no Campeonato Pan-Americano da Venezuela, em março, além de ter ficado com a prata do Pan do Rio, no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.