Rubinho desabafa após críticas

Rubens Barrichello largou em sexto e chegou em quinto no GP do Bahrein. Seu companheiro, Jenson Button, saiu da quarta colocação no grid para vencer. "Não consegui passar o Lewis Hamilton (McLaren) na largada, o que o Button fez, e isso atrasou minha corrida porque eu tinha pouca gasolina e precisava ir para frente", explicou Rubinho. "Daí acionamos o plano B, que era substituir a estratégia de dois para três pit stops, a fim de tentar algo que pudesse me permitir ganhar algumas colocações." O resultado não correspondeu às expectativas. E as perguntas foram inevitáveis, comparando-o a Button, mais eficiente neste início de campeonato. "Acho que estou numa posição ótima. Ainda tenho o mesmo carro do líder. Ele aproveitou bem essas provas fora da Europa, uma hora a coisa vira e eu tenho de estar pronto para começar a vencer." As críticas a seu trabalho não o afetam. "O Brasil deveria estar contente por eu estar sentado no mesmo carro do líder. Só no Brasil acontece isso. São apenas quatro provas, tem muito para acontecer ainda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.