Arnd Wiegmann/Reuters
Arnd Wiegmann/Reuters

Russa do bobsled admite doping em Pyeongchang e é desclassificada dos Jogos

Nadezhda Sergeeva é a segunda atleta do país a ser flagrada; Alexander Krushelnitsky, do curling, foi o primeiro

Estadão Conteúdo

24 Fevereiro 2018 | 10h42

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) anunciou neste sábado que a russa Nadezhda Sergeeva admitiu o uso de doping na Olimpíada de Inverno, que está sendo realizada em Pyeongchang. Um dia antes, Alexander Zubkov, presidente da Federação Russa de Bobsled, disse à agência de notícias The Associated Press, nesta sexta, que a amostra da piloto havia dado positivo.

+ Brasil decepciona no bosled, mas mantém esperança de chegar ao Top 20

+ Confira mais notícias dos Jogos de Inverno de Pyeongchang-2018

Imediatamente, a CAS anunciou a desclassificação de Sergeeva dos Jogos. O trenó com a russa terminou, na quarta-feira, no 12º lugar na disputa por duplas, depois da retirada da sua amostra que deu positivo. Este resultado será desconsiderado, de acordo com a corte.

Ainda segundo a CAS, Sergeeva admitiu o uso da substância e aceitou a suspensão provisória do esporte, mas disse que se reserva o direito de "buscar o cancelamento ou a redução" de sua desclassificação da competição.

Curiosamente, a própria atleta vestiu uma camisa no início da Olimpíada que dizia: "Eu não uso doping". Dias mais tarde, porém, ela foi flagrada pelo uso de trimetazidina, um medicamento utilizado para angina de peito e mencionado pela Agência Mundial Antidoping como substância proibida por afetar o metabolismo.

Este foi o segundo caso de doping da delegação russa nos Jogos de Inverno. Antes, Alexander Krushelnitsky, do curling, havia dado positivo para o uso de uma substância proibida.

Em dezembro, a Rússia foi excluída da Olimpíada de Pyeongchang pelos casos de doping em Sochi-2014, mas o comitê convidou 168 atletas do país para participarem sob bandeira neutra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.