Rússia ameaça abandonar os Jogos

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2002 que estão sendo realizados em Salt Lake City podem terminar em escândalo. Alegando estar sendo sistematicamente prejudicada, a delegação russa ameaça abandonar as competições, a três dias do encerramento. Os russos reclamam de perseguição e questionam desde os métodos de controle de doping, até dos critérios usados pelos juízes na avaliação de determinadas provas.Os problemas com os russos começaram na semana passada, quando os juízes decidiram entregar medalhas de ouro para duas duplas numa prova de patinação artística. A dupla russa venceu a prova, mas em seguida, teve de compartilhar o pódio com uma dupla canadense.Em seguida, veio o problema com o patinagem artística para mulheres. A Federação exige medalha de ouro para a moscovita Irina Slutskaya, derrotada na final pela norte-americana Sarah Hughes por um voto de diferença. Os russos entendem que os juízes foram parciais e beneficiaram a americana. Em nota oficial, a Federação Russa afirma que "a qualificação não objetiva" viola as regras da União Internacional de Patinação Artística.O ministro de Assuntos Exteriores de Rússia, Igor Ivanov, manifestou sua ?profunda preocupação? pelo clima hostil criado contra os russos, segundo ele, ?vítima de pontuações e arbitragens discutíveis e controles antidopagem seletivos?.O porta-voz do governo russo Alexei Volin disse que os esportistas russos ?não podem permanecer impassíveis ante a burla de funcionários pseudo-olímpicos?. Era uma referência aos escândalos de corrupção registrados no processo de escolha de Salt Lake City para sediar os Jogos. Veja a galeria

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.