Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Rússia bate Argentina nas duplas e está a uma vitória do título

Para desolação de Diego Maradona - que viajou a Moscou para transformar-se em torcedor de tênis -, a Rússia está a apenas um ponto de conquistar o título da Copa Davis de 2006. O ex-craque argentino viu um show de Marat Safin e Dmitry Tursunov, que, em apenas 1h38, venceram a partida de duplas diante de David Nalbandian e Agustín Calleri por 6/2, 6/3 e 6/4. A decisão fica para este domingo e logo na primeira partida do dia, às 8 horas de Brasília, com SporTV, Nikolay Davydenko joga com Nalbandian. Caso o russo não vença, a definição cairia nas mãos de Safin e Juan Ignácio Chela, embora estes titulares possam ser mudados pelos capitães dos dois times. ?Safin, você é um fenômeno?, gritou Maradona da arquibancada para o tenista russo, que fala espanhol fluentemente. E depois de amargar caretas de decepção completou: ?O time russo não nos deu uma chance sequer.?Curiosamente, a decepção ficou justamente para Nalbandian, que no dia anterior havia vencido facilmente Safin e usou de ironias para comentar sua superioridade em quadra. Como que por castigo, nas duplas, o principal tenista do time argentino errou muito e facilitou a vida para os russos. Além de Maradona, outro ilustre torcedor no ginásio olímpico de Moscou era Boris Yeltsin, ex-presidente russo, figura freqüente nas arquibancadas do tênis. Com seu jeito meio desengonçado, comemorou a vitória com braços erguidos junto a Safin, tenista que ficou surpreso ao ser escalado na dupla no lugar de Mikhail Youzhny. No dia anterior, Safin não tinha poupado críticas ao técnico Shamil Tarpishchev, que, na sua opinião, errou ao escolher o tipo de superfície do confronto. A Rússia está em busca de seu segundo título da Davis e a Argentina jamais ganhou esse troféu.Texto atualizado às 12h10

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.