Rússia e Noruega disputam um lugar nas quartas de final

Russas, tricampeãs do mundo, e norueguesas, que ganharam o ouro na Olimpíada de Pequim, jogam em Barueri e Santos

O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h07

Atuais detentoras do título mundial e do ouro olímpico, Rússia e Noruega disputam hoje uma vaga nas quartas de final do Mundial Feminino de Handebol, que está sendo disputado no Estado de São Paulo.

As russas, atuais tricampeãs do mundo, abrem as oitavas de final do torneio às 14h30, no Ginásio José Correia, em Barueri. "Adotadas" por estudantes da cidade da região metropolitana, que têm apoiado a equipe desde a primeira fase, as europeias enfrentam a equipe da Islândia.

Na mesma sede, às 17h15, a seleção de Montenegro enfrenta a Espanha. O time vencedor desta partida será o adversário do ganhador do confronto entre Brasil e Costa do Marfim, que será disputado amanhã, no Ginásio do Ibirapuera, às 20 horas.

Assim como a seleção brasileira, a equipe russa está invicta - a Dinamarca também se une ao restrito grupo. A Rússia venceu os cinco jogos da etapa classificatória, incluindo uma acachapante goleada sobre a Austrália por 45 a 8. É o time que mais marcou gols, com 181 tentos. O saldo também impressiona: 82 gols pró.

Na sede de Santos, a Noruega enfrenta a Holanda às 17h15. As norueguesas, campeãs olímpicas e tetracampeãs da Europa, garantiram o primeiro lugar do Grupo A na fase de classificação.

Mas, apesar do currículo cheio de conquistas (que também conta com o bronze no Mundial da China, em 2009, e a classificação para a Olimpíada de Londres), a seleção da Noruega não deixou a fase de classificação invicta. As norueguesas foram derrotadas pelas alemãs por 31 a 28. Também em Santos, às 14h30, Coreia do Sul e Angola disputam outra partida das oitavas.

Outros quatro jogos serão realizados pela President's Cup - torneio de consolação que define do 19.º ao 24.º lugares. Enfrentam-se Alemanha x Casaquistão, Tunísia x Uruguai, China x Austrália e Cuba x Argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.