Rússia e Turquia lideram casos de doping, aponta relatório da Wada

Relatório inédito divulgado pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) aponta que Rússia e Turquia são os países com mais registros de casos de doping em 2013 - ainda não há dados fechados para o ano passado. Atletismo e levantamento de peso lideram entre as modalidades.

Estadão Conteúdo

16 de junho de 2015 | 16h49

Entre 1953 casos analisados pela Wada, a Rússia é responsável por 225 violações, seguido da Turquia, com 188, e da Índia, com 90. Somente o atletismo concentrou 280 casos, enquanto o levantamento de peso registrou 252. O ciclismo aparece em terceiro na lista das modalidades com mais casos de doping, com 203.

Relacionando países e modalidades, a Rússia tem 42 casos de doping no atletismo - neste ano apareceram uma série de casos na marcha atlética. Na Turquia, há 53 violações no atletismo e 48 no levantamento de peso.

"Com quase 2 mil casos de punições em apenas um ano e em quase todas as modalidades, é evidente que o doping continua representando grande ameaça ao esporte moderno da atualidade", declarou o presidente da Wada, Craig Reedie, após divulgar o relatório mais detalhado sobre doping já elaborado pela entidade. Os casos listados no documento envolvem atletas e equipes de 115 países, de 89 modalidades.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingWadaRússiaTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.