Rússia e Ucrânia ignoram conflito político e farão duelo no boxe

Países se enfrentam pelas quartas de final da World Series

Agência Estado

20 de março de 2014 | 16h00

MOSCOU - Rivais no campo político, Rússia e Ucrânia irão se enfrentar também em cima dos ringues. Nesta quinta-feira, a Associação Internacional de Boxe Amador (Aiba) e a World Series (WSB), liga semi-amadora de boxe, anunciaram que realizarão os dois confrontos envolvendo Russian Boxing Team e Ukraine Otamans, um em cada país.

Na WSB, equipes nacionais se enfrentam em duelos de cinco lutas, em cinco categorias de peso distintas. O time que conquistar três ou mais vitórias ganha o confronto. Depois da fase de grupos, a liga chega agora às quartas de final, na qual os russos e os ucranianos acabaram ficando como rivais e duelarão em ida e volta.

O primeiro duelo, segundo a Aiba, vai acontecer em 31 de março, em Moscou. A volta está marcada para 4 de abril, em Donetsk. "A decisão foi tomada baseada no princípio principal do Movimento Olímpico, de que o esporte sempre deve ser tratado fora do âmbito político. As duas equipes concordaram com o princípio da Aiba e da WSB e estão extremamente felizes que a opinião de ambas foi respeitada", explicou a WSB, nesta sexta.

Na quarta, a Ucrânia anunciou que desistia de organizar o Campeonato Europeu de Basquete do ano que vem. Na terça, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou um tratado para incorporar a Crimeia ao seu país. Isso aconteceu depois do referendo do último domingo em que os moradores da região esmagadoramente apoiaram que a Crimeia passe a compor a Rússia.

Tudo o que sabemos sobre:
boxeRússiaUcrâniaWSBCrimeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.