Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Russo bate recorde e Fernando Reis fecha Mundial de Levantamento de Peso em 11º

O Mundial de Levantamento de Peso foi encerrado na noite deste sábado, em Houston, nos Estados Unidos, e o Brasil não conseguiu subir ao pódio com nenhum dos seus atletas na competição. Fernando Reis, que era candidato a uma medalha depois de ter faturado o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, acabou fechando a disputa apenas na 11º posição na categoria acima de 105kg.

Estadão Conteúdo

29 de novembro de 2015 | 00h05

O ouro desta prova acabou ficando com o russo Aleksey Lovchev, que de quebra fez história ao quebrar o recorde mundial ao levantar um total de 475kg, sendo 211 deles no arranco e 264 no arremesso. A prata ficou com o georgiano Lasha Talakhadze, com 454kg, enquanto o bronze foi obtido pelo estoniano Mart Seim, com 438kg.

Já Fernando Reis, que também foi medalhista de ouro no Pan de Guadalajara, em 2011, teve um desempenho abaixo do esperado, assim como o mesmo foi pior do que o obtido no Mundial do ano passado, quando ficou com a sétima posição.

Reis tinha a meta de levantar 440kg, o que se tornaria o novo recorde brasileiro e lhe garantiria o bronze neste sábado. Porém, ele só conseguiu contabilizar o total de 425kg, resultado da somatória de 190kg no arranco e outros 230kg no arremesso. No Pan, por exemplo, ele ergueu um total de 427kg para ficar com o ouro - essa marca, obtida no Canadá, é o recorde nacional desta categoria.

O Brasil contou com a participação de seis competidores ao total neste Mundial. Além de Fernando, o País teve entre as mulheres Jaqueline Ferreira (11ª colocada na categoria até 75kg), Monique Araujo (15ª também na até 75kg) e Bruna Piloto (23ª na até 63kg). Já no masculino, Wellisson Rosa foi 22º colocado na categoria até 85kg, enquanto Matheus Gregório não conseguiu pontuação na prova da categoria até 105kg.

O Mundial de Houston serviu como preparação para Olimpíada do Rio, em 2016, quando Fernando Reis espera ter condições de lutar por um pódio, enquanto Aleksey Lovchev despontou agora como o mais forte homem do esporte olímpico na atualidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.