Sai a marca BCN, mas o time permanece

O BCN, como marca, vai acabar. No mercado financeiro é conhecida a decisão do Bradesco, o maior banco privado do País, de fortalecer mais sua grife com o fim das marcas BBV, BCN e Mercantil. E a pergunta no cenário esportivo, relacionada ao futuro do vôlei feminino de Osasco, que veste a camisa do BCN, foi respondida pelo banco, em reunião com as jogadoras. O projeto de apoio ao esporte será mantido - o investimento atual é de cerca de R$ 5,5 milhões por ano (incluindo o time principal de vôlei, as categorias menores e as escolinhas de vôlei e basquete). Não está definida ainda a marca que as jogadoras usarão na camisa, se a do Bradesco mesmo ou o nome de algum produto da instituição.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.