Saltadora sueca se destaca em Helsinque

A saltadora sueca Kajsa Bergqvist roubou a cena, hoje, no Estádio Olímpico de Helsinque, em uma prova difícil - o salto em altura - e de muita qualidade técnica. A performance da louríssima, que corre pelo lado esquerdo no ponto de salto (as demais usam o lado direito), inflamou o público absolutamente apaixonado por atletismo e que mostra isso lotando o estádio mesmo com chuva e frio. A sueca, de 28 anos, ficou com a medalha de ouro no salto em altura (2,02 m), após uma briga contra a americana Chaunte Howard (2,00 m). Quando ficou sozinha na prova tentou o recorde mundial, colocando o sarrafo a 2,10 m (a marca de 2,09 m é da russa Stefka Kostadinova desde 1987). Apesar de três tentativas não passou a essa altura, mas ganhou a prova e a simpatia pela bravura. O clima - frio com vento - tornou os 10 mil metros uma prova extremamente difícil. Só por isso o etíope Kenenisa Bekele aceitou o seu tempo: 27min08s33. Levou o ouro, mas gostaria de ter sido mais rápido. Disse que não vai correr os 5.000 m no Mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.