Saltos ornamentais: Brasil busca vagas

As instalações da piscina do parque aquático da Olimpíada de Atenas, com os trampolins e plataformas, que serão usadas para as competições de saltos ornamentais, serão testadas, de amanhã a domingo, com a realização da Copa do Mundo, que também é pré-olímpica. Os brasileiros Cassius Duran, César Castro, Juliana Veloso e Ubirajara Barbosa são os candidatos nacionais às 22 vagas olímpicas, em cada prova, que estarão em disputa na capital grega. Os holofotes da piscina, que ficam na parede, atrapalha um pouco, segundo Juliana Veloso, que também está estranhando o frio grego com neve. Na Copa do Mundo estarão adversários do Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona e dos Jogos Pan-Americanos de São Domingos, no ano passado. Os 12 primeiros colocados de Barcelona garantiram vaga nos Jogos Olímpicos, mas cada prova tem 34 lugares e, assim, os 22 restantes estão em jogo na Copa. Juliana Veloso será a primeira brasileira a estrear no programa do torneio, quinta-feira, na plataforma de 10 metros, com eliminatórias, semifinal e final no mesmo dia. Juliana Veloso volta à piscina sábado para a disputa do trampolim de 3 metros. "Tenho feito treinos, com uma média de 30 saltos em cada. Como são muitos atletas não dá para desperdiçar saltos - tento cometer o mínimo de erros. A piscina é excelente, mas, como é indoor, os holofotes e as luzes que saem das paredes atrapalham um pouco, principalmente no trampolim", comenta Juliana sobre a piscina dos Jogos. Além das fortes atletas chinesas, russas, alemãs e australianas, Juliana terá como rivais, as conhecidas canadenses Emily Heymans e Blythe Hartley. As duas formaram com a brasileira o pódio do Pan de São Domingos - Juliana ganhou a prata na plataforma; Emily, campeã mundial em Barcelona, ficou o ouro; Blythe, com o bronze. Na República Dominicana, Juliana ainda superou a americana campeã olímpica Laura Wilkson, que também estará na Copa do Mundo. César Castro e Cassius Duran estão inscritos no trampolim de 3 metros, sexta-feira. Duran ainda disputa, prova que também terá Urirajara Barbosa, a plataforma de 10 metros, no domingo. "Estou confiante de que conseguiremos classificação. Creio que nós quatro voltaremos juntos a Atenas, em agosto", acredita Cassius Duran.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.