Santa Madonna estava ocupada em 'Passione'

Neto "seca-pimenteira" da Silva abençoa a Itália na Band. "Não sei se a Itália ganha não." O volante Gattuso, da Itália, vira "Gatuno" na transmissão da Globo, e Nivaldo Prieto avisa na Band que o cara é "brigão", mas no "bom sentido". Ladrão e encrenqueiro? Tutti buona gente. Itália no sufoco e Cléber Machado recruta "todos os santos italianos" para ajudar. "E olha que o elenco é bom!". Mas Santa Madonna tá ocupadíssima em Passione. Diana Bouth, comentarista raptada para o mesmo cativeiro de Caio na Globo - ficou o dia inteiro no ar - descobre: "Isso prova que beleza não ganha jogo!" Solta ela! Cléber Machado bota o comentarista no divã: "Marsiglia, você prefere ser você ou o bandeirinha inglês?" Chama o terapeuta. E acabou para a Itália."A tragédia italiana não teve final feliz!" Jura, Cléber Machado? "É fato, a Dinamarca é uma seleção europeia", me avisa Edmundo, já emendando: "E essa bola é sintética." Queria o quê? Jabulani com couro de zebra? "O Japão tem três pontos, com mais três, fica com seis." Conta bem esse Ulisses Costa, não? "O time da Dinamarca tem 9 centímetros a mais que os japoneses." Engraçadinho esse Luís Roberto. "O Brasil inteiro tá curtindo a classificação do Japão!" E exagerado. Ouço alguém gritar que o "dinamarcano" cometeu falta, quando Casagrande solta: "Se ele não quer contato corporal, que faça um curso de árbitro de tênis." Boa, Casão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.