Paulo Favero
Paulo Favero

Santistas protestam contra restrições a organizadas

Integrantes da Torcida Jovem estenderam faixas de protesto

Ciro Campos e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2016 | 16h17

A torcida do Santos protestou neste domingo, na Vila Belmiro, contra a decisão dos órgãos públicos de restringir a atividade das organizadas nos clássicos do futebol paulista até o fim deste ano. Integrantes da Torcida Jovem estenderam faixas com os dizeres "Que horas é a merenda" e "Mais festa, menos opressão" minutos antes do início da semifinal do Estadual contra o Palmeiras

A faixa da merenda faz menção ao deputado estadual Fernando Capez, que no papel de promotor de Justiça atuour no combate das ações das torcidas organizadas e é alvo de suspeita em irregularidades o sistema de distribuição de refeições para escolas. Já a mensagem que reclama da opressão, trata da determinação da Secretaria de Segurança Pública, do Ministério Público e do Poder Judiciário de proibir as organizadas de entrarem em estádios com qualquer tipo de adereço que as identifique.

Outras torcidas também já haviam feito protestos parecidos, como a Gaviões do Fiel, do Corinthians, e a Independente, do São Paulo. Os santistas também reclamaram antes do jogo deste domingo da TV Globo. A partida na Vila Belmiro e a primeira desde a adoção de torcida única, decisão tomada em resposta a confusões durante o clássico no dia 3, entre Palmeiras e Corinthians.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Santos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.