Santos aposta mais uma vez em Neymar

Craque não treina, mas está confirmado para enfrentar o Guarani. Depois do jogo, ele vai para a seleção brasileira

SANCHES FILHO / SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2013 | 02h07

O Santos recebe o Guarani hoje, às 16h, na Vila Belmiro, no reencontro dos finalistas do Campeonato Paulista do ano passado. Apenas dez meses e três dias depois da decisão, os dois times estão bastante mudados. E, do lado santista, o que mais preocupa é Neymar, que tem jogado mal e não faz gol há três jogos.

Mas nunca se pode duvidar da qualidade do craque. Ele está descansado, depois de duas semanas só de treinos e badalações, e volta no estádio de sua preferência, com apoio do torcedor e contra um adversário que não chega a representar perigo. Vai ser a oportunidade sob medida para que o jogador comece a recuperar a confiança necessária para ajudar a seleção nos amistosos contra Itália e Rússia na próxima semana.

No rachão de ontem cedo, no CT Rei Pelé, Neymar chegou 45 minutos depois do início do treino e, por decisão de Muricy Ramalho, não foi para o campo. A explicação dada pelo treinador foi que o atacante tem se esforçado demais nos treinos e, por isso, ficou no Cepraf fazendo exercícios de reforço muscular.

O Guarani é uma das vítimas preferidas de Neymar. Além de ter feito quatro gols na decisão do Paulista de 2012 - dois em cada jogo -, Neymar balançou cinco vezes a rede na goleada por 8 a 1 na Copa do Brasil de 2010 e soma dez gols contra o Bugre.

Porém, o começo de ano não tem sido bom para o craque. Nas três vezes em que o atacante esteve fora - duas foram por indisciplina (expulsão contra a Ponte Preta e o terceiro cartão amarelo no clássico contra o Corinthians) e uma por convocação para a seleção -, o Santos ganhou do XV de Piracicaba, na Vila, e do Atlético, em Sorocaba, e empatou com o Linense, em Lins. Com Neymar em campo, o time sofreu as duas derrotas no Paulistão, diante de Paulista e Ponte.

Após o rachão de ontem cedo, Muricy confirmou o time com a volta de Neymar para formar a dupla ofensiva com André e o garoto Émerson na lateral esquerda no lugar de Léo.

No Guarani, o técnico Branco promete um time forte. "Vamos para Santos marcar Neymar e companhia, mas também para jogar. Quando tivermos a bola temos de jogar", afirmou o treinador. "O empate será um grande resultado diante de um grande time e fora de casa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.