Santos 'B' goleia em São Bernardo

Depois de bater o Linense por 4 a 1, ontem à noite,equipe viaja hoje para a Bolívia, para o jogo de estreia na Libertadores

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2012 | 03h05

Com gols de zagueiros e de dois novos talentos das categorias de base, o time reserva do Santos venceu, sem muitas dificuldades, o Linense por 4 a 1 e garantiu uma viagem mais tranquila para a Bolívia, onde o time estreia na Libertadores, quarta-feira, contra o The Strongest.

Ontem, Neymar e companhia descansaram, uma vez que o grupo embarca hoje cedo. Os titulares viram um time reserva que, mesmo sem uma atuação brilhante, conseguiu vencer sem passar por muitos apuros.

Mais entrosado e animado, o Linense começou melhor e foi para cima. O goleiro Rafael teve trabalho nos primeiros minutos. A equipe alvinegra mostrava total falta de interesse e cometia erros bobos. Mas o time do interior apostou erroneamente nos cruzamentos para a área, pois não contava com atacantes enfiados entre os zagueiros.

No meio de campo, Felipe Anderson tinha a obrigação de ser o organizador das jogadas do Santos, mas se mostrou tímido e não conseguiu fazer muita coisa nos primeiros minutos. Ele se soltou ao longo da partida, assim como o elenco santista, que passou a equilibrar o jogo e passou a sair mais para o ataque. Assustado, o Linense recuou.

O problema passou a ser o excesso de erros de passes do Santos. Ibson, o capitão e mais experiente da equipe, passou a assumir o comando e conseguiu organizar as jogadas.

Aos 24, Rentería recebeu dentro da área e, antes de chutar, foi derrubado por Anderson Luiz. O colombiano iria cobrar o pênalti, mas Alan Kardec pediu para bater em seu lugar. "Eu estava confiante", explicou. Dois minutos depois, o artilheiro do Santos bateu, mas carimbou a trave e a zaga mandou para escanteio.

Nem deu muito tempo para lamentações. Felipe Anderson cobrou, a bola ficou quicando dentro da área até que Bruno Rodrigo aproveitou e marcou. Como Anderson Luiz salvou dentro do gol, Alan Kardec aproveitou e chutou para o fundo do gol. Ele saiu comemorando para tentar se redimir, mas o árbitro confirmou o gol para o zagueiro.

Virou goleada. Na etapa final, o Santos voltou mais ligado e decidiu liquidar a partida. Aos 16, Felipe Anderson cobrou escanteio, Vinicius Simon subiu mais do que qualquer adversário e desviou de cabeça para fazer o segundo gol alvinegro.

Cinco minutos depois, o Linense ainda conseguiu aproveitar um vacilo da zaga e Diego Macedo descontou, após boa defesa de Rafael. Mas nem deu para os santistas se preocuparem e temerem uma pressão.

Aos 28, Anderson Carvalho recebeu na entrada da área e, sem marcação, arriscou. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro Douglas. Para fechar o placar, Anderson Carvalho passou na medida para o garoto Dimba, que, com tranquilidade, bateu na saída do goleiro e fechou o placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.