Santos diz que Ganso só sai com valor da multa

O Santos cansou de assistir a novela envolvendo a possível saída de Paulo Henrique Ganso antes do término de seu contrato, em fevereiro de 2015. No final da noite de ontem, o clube publicou uma nota oficial em seu site onde afirma que o jogador não está à venda e que aceitou receber a proposta do São Paulo por cordialidade. Ganso também foi criticado pelas declarações que deu elogiando o rival.

SANCHES FILHO / SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2012 | 03h03

Mesmo sem apresentar a eficiência do primeiro semestre de 2010, Ganso continua sendo o segundo maior talento do time. A nota do clube, assinada pela presidência, indica que os direitos federativos do meia não estão à venda e que seu contrato prevê multas tanto para o mercado nacional e para o exterior.

O documento esclarece que o clube interessado terá de "realizar o depósito relativo ao valor integral da multa na conta-corrente do Santos e enviar o documento por fax à presidência."

Sobre a tentativa do São Paulo de contratar o jogador, o Santos afirma que não existe nenhuma negociação, que aceitou receber a proposta pelo atleta por "elegância", e ainda que considera o valor oferecido como "muito abaixo do aceitável."

Críticas. Ganso não escapou de receber duas broncas, uma da diretoria e outra da torcida. Na nota oficial, o clube lamentou as declarações do atleta de que "gostaria de vestir a camisa do São Paulo". A torcida também promete pegar no pé do craque nos próximos dias, tanto é que marcou para o clássico de hoje contra o Palmeiras manifestações exigindo do jogador "mais respeito à camisa do Santos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.