Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Santos muda estilo para ficar melhor

Muricy Ramalho quer priorizar o toque de bola

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2012 | 03h03

As cinco vitórias consecutivas do Santos no Paulista não foram por acaso. Após o show que deu sábado, nos 6 a 1 sobre a Ponte Preta, Muricy Ramalho disse que o time mudou um pouco seu estilo de jogar: com mais posse de bola, além da habilidade individual dos seus craques.

"Nossos jogadores estão entendendo que manter a posse de bola é importante. Quem segura a bola sofre menos contra-ataque", avalia. Para o comandante santista, a atual campanha do time (21 pontos em 10 jogos) não é surpresa nenhuma. "Pelo elenco que tem é obrigação estar indo bem no Campeonato Paulista."

O jogo de sábado foi também a despedida da Arena Barueri. Reformada, a Vila Belmiro será reaberta no domingo, contra o Corinthians. Antes, na quarta-feira, o desafio é contra o Guarani, fora de casa, quando Muricy não terá Neymar, Ganso e Rafael, que estão na Suíça com a seleção, e Fucile, convocado para o jogo do Uruguai. "É difícil perder jogador, mas é o preço que se paga por ter um grande atleta. Claro que faz muita falta, mas temos de lidar com isso", disse Muricy, acrescentando que só tem um jeito para se acabar com as constante brigas entre clubes e CBF. "Tem de mudar o calendário."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.