Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Santos perde mais 10% sobre venda de Neymar

Divulgação desta cláusula do contrato irrita presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro

Sanches Filho - Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2011 | 00h00

SANTOS - O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, demonstrou irritação com a divulgação do contrato de Neymar e a revelação de cláusula de cessão de 10% de comissão sobre o valor obtido numa negociação para clubes do exterior, reduzindo a 45% a participação do clube no fatiamento dos direitos econômicos sobre o jogador. O grupo DIS tem 40% e 5% foram vendidos à Teisa, no fim do ano passado.

O documento, revelado pelo portal IG, enfatiza que o pagamento do valor correspondente aos 10% terá de ser feito em favor da Neymar Sport, independentemente das comissões a empresários.

"A publicação foi indevida porque o contrato é de interesse apenas das duas partes (jogador e clube). Mas, não há novidade. A cláusula dos 10% é apenas mais uma das muitas do contrato. É um detalhe irrelevante porque Neymar tem contrato, vai continuar no Santos e está produzindo resultados", disse Luis Alvaro, ontem à tarde. "O que acontece é que Neymar virou mania brasileira e espanhola. E há interessados em tumultuar a vida do Santos agora que o time está há seis jogos sem perder."

A comissão de 10% a que Neymar tem direito na transferência para Europa explica por que o Santos aceitou, num primeiro momento, a oferta de 60 milhões (R$ 139 milhões) do Barcelona. É que, além de poder ficar com o jogador até janeiro de 2013, os 15 milhões acima do valor da multa ( 45 milhões) compensariam a cessão dos 10% ao jogador e a venda dos 5% ao grupo de investimentos ligados à administração santista.

NEYMAR PAI

Antes de viajar nesta terça-feira para Córdoba, Argentina, para assistir ao primeiro jogo do Superclássico das Américas, Neymar da Silva Santos, pai e empresário de Neymar, afirmou ter conversado por telefone com o presidente Luis Alvaro.

Ele pediu para que o dirigente se posicionasse a respeito do seu filho e obteve a resposta que esperava: as negociações com o Barcelona foram suspensas desde o momento em que o Real Madrid apresentou proposta mais vantajosa, embora o diretor do clube catalão, Raul Sanllehi continue no Brasil.

Os representantes de Neymar não concordam com a rescisão do atual contrato para a assinatura de outro mais longo e com aumento no salário.

EQUIPE

O meia Ibson deve ser uma das novidades do Santos no clássico de domingo com o Santos. Ontem, ele treinou normalmente. Arouca e Pará correram em volta dos campos do Centro de Treinamento Rei Pelé pela manhã, mas dificilmente estarão em condições de retornar ao time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.