Santos pode perder a Vila Belmiro por até dez jogos

O Santos corre o risco de ser punido com a perda de até dez mandos de jogos pelo STJD por causa das moedas atiradas por alguns torcedores em Ganso, na derrota por 3 a 1 contra o Bahia, no dia 29 de agosto, na Vila Belmiro. No primeiro julgamento, o clube foi absolvido por unanimidade, mas a Procuradoria recorreu da decisão. O novo julgamento ainda não tem data marcada, mas deverá entrar na pauta da sessão da próxima quinta-feira.

SANCHES FILHO / SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2012 | 02h03

Se for condenado, o Santos não poderá enfrentar o Palmeiras na Vila, no dia 2 de dezembro, pela última rodada do Brasileiro. Nesse caso, quem determina o novo local é a CBF, em estádio distante no mínimo 100 quilômetros de Santos. O clube está incurso no Artigo 213, Inciso III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, com base em denúncia com prova de vídeo, e a pena máxima prevista é de multa de R$ 100 mil e perda de 10 mandos.

Quase completo. Ainda sem Neymar e Arouca, que estiveram com a seleção brasileira nos Estados Unidos para o amistoso contra a Colômbia e só se reapresentam hoje, Muricy Ramalho deu um treino de dois toques em campo reduzido apenas para movimentar os jogadores, ontem.

Miralles, com edema no músculo posterior da coxa esquerda, está vetado para o jogo contra o Figueirense, amanhã às 19h30, na Vila. Muricy deve confirmar o time, após o treino de hoje à tarde, com a volta de Juan à lateral-esquerda, substituindo Gerson Magrão, que cumprirá suspensão pelo terceiro amarelo.

Para o volante Henrique, a Vila Belmiro deverá receber um público pequeno no jogo de amanhã à noite.

"Fica difícil chamar o torcedor porque a partida não vale nada, já que não brigamos nem mesmo por vaga na Libertadores da América", disse o volante, após o treino de ontem cedo.

SANTOS. LEIA MAIS

NOTÍCIAS DO CLUBE NO

estadao.com.br/e/santosfc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.