Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Santos quita dívidas com venda de Paulo Henrique Ganso

Os R$23,8 milhões adquiridos pela transação foram gastos e não sobra dinheiro pra constratações

Sanches Filho , O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2012 | 02h08

SANTOS - O Santos usou os R$ 23,9 milhões que recebeu da venda de Paulo Henrique Ganso para o São Paulo para pagar dívidas e está sem dinheiro para investir na contratação de jogadores de peso. Essa é a conclusão de importantes conselheiros, inclusive partidários que ajudaram Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro a chegar à presidência do clube.

A desconfiança é de que, depois de os dirigentes sinalizarem como reforços os nomes de Robinho, Ronaldinho Gaúcho, Diego e Riquelme, o cenário visto neste ano se repita, com a chegada de jogadores que estão livres no mercado. No caso de Robinho, por exemplo, a única possibilidade de o atacante voltar seria o Milan, detentor de seus direitos, topar a troca por Felipe Anderson.

"Apesar do discurso de campanha do atual presidente de comandar o clube com transparência, era mais fácil de se obter informações quando o presidente era Marcelo Teixeira", queixa-se o conselheiro José Rubens Marino. Ele afirma que todo tipo de informação pedido no Conselho é negado em nome da confidencialidade e que ninguém sabe em quanto está, por exemplo, a folha de pagamento. "Deve chegar a R$ 5 milhões. Muito alta para a realidade do clube."

Como não vai disputar a Libertadores, a tendência é que o time opte por contratações como as do zagueiro Neto, comprado por R$ 600 mil. O próximo deve ser Willian José. O contrato do atacante com o São Paulo termina em dezembro e ele já teria assinado o pré-contrato com o clube. Martinez, volante de 32 anos que foi campeão paulista de 2008 pelo Palmeiras e que está no Náutico, é outro que pode chegar.

Cirurgia. Dois dias após renovar o contrato, o lateral Léo foi submetido a uma artroscopia no joelho direito para tratar uma lesão de cartilagem e sinovite recidivante. Ele deve voltar a treinar com o grupo em janeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCPaulo Henrique Gansofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.