Santos se diz pronto para tudo no México

O Santos joga amanhã pelas quartas de final do Campeonato Paulista - enfrenta a Ponte Preta, às 16 horas, na Vila Belmiro -, porém vai ser difícil para o time esquecer a Taça Libertadores, depois de uma classificação tão emocionante. O time de Muricy Ramalho esteve próximo da eliminação, mas conseguiu vencer seus últimos dois jogos e avançou. A confiança é tanta que os atletas dizem não temer mais nada na competição.

Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

O time está em evolução, venceu três vezes seguidas e os jogadores acreditam que o caminho está aberto para a conquista do tricampeonato da América, 48 anos depois do último título. A única preocupação do grupo é com o desgaste da viagem ao México para enfrentar o América, dia 3, em Queretaro, a 220 quilômetros da Cidade do México e 1.800 metros de altitude.

"São 10 horas de viagem e com certeza vamos sofrer com o cansaço, mas o Santos está preparado para tudo, para todo o tipo de dificuldade. Depois das moedas que foram atiradas sobre nós contra o Cerro Porteño (em Assunção, vitória por 2 a 1), nada mais vai nos abalar", analisou o mais experiente do grupo, o lateral-esquerdo Léo.

Mesmo com a Libertadores logo adiante, Muricy Ramalho evita falar em poupar titulares se o Santos se classificar para as semifinais do Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.