São-paulinos se superam mesmo com um a menos

A expulsão de Marlos, aos 30 minutos do primeiro tempo, não tirou o ânimo do time são-paulino. Pelo contrário. A equipe de Ricardo Gomes desarmou mais (31 contra 25), finalizou mais (17 a 13) e ainda pressionou mais o adversário, com 12 escanteios contra apenas oito do rival.

, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2010 | 00h00

Na tentativa de cadenciar o jogo, o time de Dorival Júnior buscou ficar mais com a posse de bola e a teve nos pés por 54,97% do tempo. Ao São Paulo coube ficar com a pelota por 45,03%.

Os goleiros também tiveram trabalhos distintos. Rogério Ceni fez apenas uma defesa, contra cinco de Felipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.