Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

São Paulo aposta na velocidade contra Avaí

Lucas e Fernandinho voltam ao time, que tem a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 1 a 0. Nesta quinta-feira, o empate basta

BRUNO DEIRO, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Na primeira vez em que decide vaga na condição de visitante nesta Copa do Brasil, o São Paulo chega com cômoda vantagem para pegar o Avaí, às 21h50 (de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), em Florianópolis. Se marcar um gol nesta quinta-feira à noite, o Tricolor poderá até sofrer dois que se garantirá nas semifinais - ganhou por 1 a 0 no Morumbi. E a volta de Lucas e Fernandinho é a principal aposta para encerrar a série de gols perdidos, que tem prejudicado o time nos últimos jogos.

No Paulista, ineficiência do ataque determinou a desclassificação na semifinal contra o Santos. Em casa, a equipe de Paulo César Carpegiani abusou das chances desperdiçadas na primeira etapa e acabou punida após o intervalo, quando o rival usou o contra-ataque para matar o jogo (2 a 0 para o time da Vila).

No jogo de ida contra o Avaí, a torcida são-paulina perdeu a paciência e vaiou a equipe - os mais visados foram Marlos e Ilsinho, que perderam boas oportunidades. Mesmo com claro domínio tricolor, a vitória veio em gol contra do zagueiro Revson, da equipe catarinense.

Afastado há cinco jogos da equipe por lesão, Lucas é a maior esperança de Carpegiani para dar velocidade e eficiência ao setor ofensivo. O trio que o meia forma com Fernandinho e Dagoberto é considerado ideal pelo técnico - dos 47 gols do São Paulo na temporada, os três são responsáveis por 21.

Para Lucas, a pontaria ruim do time não preocupa. "Temos de ter calma, pois estamos criando, falta capricho para finalizar. Se fizermos metade dos gols (que perdemos) já está bom."

Aos 18 anos, o meia garante que o período afastado dos gramados não será problema. "Perdi um pouco de ritmo, mas sou jovem e estou pronto para correr", diz Lucas, que ainda não marcou nos três jogos que disputou pela Copa do Brasil e amargou a primeira expulsão da carreira, na última partida que fez, contra o Santa Cruz.

No duelo com os pernambucanos, o camisa 7 foi o principal alvo da marcação e acabou anulado. Nesta quinta à noite, ele espera ter mais espaço. "São eles que têm de correr atrás do resultado", lembra. "Mas, se colocarem marcação (individual), meus companheiros têm de aproveitar. Contra o Santa Cruz não consegui jogar, mas trouxe a marcação e abri espaço para o Casemiro e o Carlinhos Paraíba."

O retorno de Fernandinho, que também não atua desde o início de abril, foi apressado por conta do mau desempenho de Marlos pelo setor esquerdo. Seu jejum de gols, no entanto, já dura mais de dois meses: o atacante não deixa sua marca desde o fim de fevereiro, quando marcou o gol de empate no clássico com o Palmeiras (1 a 1), pelo Estadual.

Segurança na zaga. Com atuações seguras na Copa do Brasil, a defesa do São Paulo tem compensado a deficiência ofensiva do time de Carpegiani. Em 6 jogos na competição, foi vazada apenas uma vez - em gol contra marcado por Rodrigo Souto na derrota para o Santa Cruz (1 a 0). Miranda, que se recupera de dores no tornozelo esquerdo, dá lugar a Xandão.

No banco, Carpegiani deu sinais de que a renovação do elenco segue após a saída de Fernandão. O técnico barrou Júnior César e Cléber Santana e relacionou Henrique Miranda e Wellington, de 18 e 20 anos, respectivamente, formados na base do Tricolor.

Vasco decide em casa. Após o 2 a 2 em Curitiba, o Vasco só precisa de outro empate (0 a 0 ou 1 a 1) para eliminar o Atlético-PR, às 19h30, em São Januário. Quem passar pega o vencedor de São Paulo x Avaí nas semifinais.

AVAÍ - Renan; Revson, Bruno, Gustavo Bastos e Diego Orlando; Marcinho Guerreiro, Acleisson, Estrada e Romano; William e Julinho. Técnico: Silas.

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Rhodolfo, Xandão, Alex Silva e Jean; Carlinhos Paraíba, Casemiro e Juan; Lucas, Fernandinho e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Árbitro - Márcio Chagas da Silva (RS); Horário - 21h50 (de Brasília); TV - ESPN Brasil e SporTV; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

Veja também:

video ESPN - Mesmo jogando fora, Fernandinho nega time defensivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.