São Paulo, atrás da segunda colocação, visita o Paulista

Time busca a vitória e torce por tropeço do Corinthians diante do Santos

Amanda Romanelli, O Estadao de S.Paulo

21 de março de 2009 | 00h00

Muito perto de uma vaga nas oitavas-de-final da Libertadores, o São Paulo também quer garantir rapidamente sua passagem para as semifinais do Paulista. Muricy Ramalho já avisou: será muito difícil alcançar o líder Palmeiras. A segunda posição, contudo, é meta possível de se atingir. Basta que o time faça sua parte hoje, contra o Paulista, em Jundiaí, às 16 horas, e conte com uma ajudinha providencial vinda do clássico entre Corinthians e Santos. Acompanhe online o confrontoCom 29 pontos em 14 jogos, o time do Morumbi está um atrás do rival do Parque São Jorge e dois à frente dos santistas. Triunfo da equipe de Neymar - ou empate - será ótimo resultado para os são-paulinos. Desde que os comandados de Muricy, claro, garantam os três pontos contra o ameaçado Paulista. "Queremos que as coisas aconteçam o quanto antes", disse o volante Arouca, que mais uma vez jogará improvisado na ala-direita. "Estamos a um passo da classificação na Libertadores e agora temos de focar no Paulista, um campeonato complicado, porque todas as equipes próximas de nós estão indo bem." Fechar a primeira fase em segundo garante a vantagem de poder jogar por dois empates e também o mando de campo no duelo decisivo. Vale lembrar que o São Paulo provavelmente não atuará no Morumbi quando não for o mandante. A decisão dos locais dos jogos ficará a cargo da FPF - entidade com a qual o clube rompeu relações - e Corinthians e Palmeiras não aceitarão levar suas partidas para a casa tricolor.Muricy levará a campo sua força máxima disponível. Junior Cesar e Dagoberto, suspensos, não jogam. Zé Luís, André Dias e Wagner Diniz, lesionados, também estão fora. Mas, na prática, a única modificação no time em relação à vitória contra o Defensor, no Uruguai, deve ser a entrada de Hugo no meio, com o deslocamento de Jorge Wagner para a ala.A confiança em um bom resultado vem do excelente retrospecto são-paulino como visitante - seis vitórias em oito jogos. "Jogamos fora como no Morumbi", lembra o treinador. PLANOS OUSADOSAroucavolante do São Paulo"Queremos que as coisas aconteçam o quanto antes" "Estamos a um passo da classificação na Libertadores e agora temos de focar no Paulista, um campeonato complicado, porque todas as equipes próximas de nós estão indo bem"Muricy Ramalhotécnico"Jogamos fora como no Morumbi"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.