São Paulo, atrás da segunda colocação, visita o Paulista

Time busca a vitória e torce por tropeço do Corinthians diante do Santos

Amanda Romanelli, O Estadao de S.Paulo

21 de março de 2009 | 00h00

Muito perto de uma vaga nas oitavas-de-final da Libertadores, o São Paulo também quer garantir rapidamente sua passagem para as semifinais do Paulista. Muricy Ramalho já avisou: será muito difícil alcançar o líder Palmeiras. A segunda posição, contudo, é meta possível de se atingir. Basta que o time faça sua parte hoje, contra o Paulista, em Jundiaí, às 16 horas, e conte com uma ajudinha providencial vinda do clássico entre Corinthians e Santos. Acompanhe online o confrontoCom 29 pontos em 14 jogos, o time do Morumbi está um atrás do rival do Parque São Jorge e dois à frente dos santistas. Triunfo da equipe de Neymar - ou empate - será ótimo resultado para os são-paulinos. Desde que os comandados de Muricy, claro, garantam os três pontos contra o ameaçado Paulista. "Queremos que as coisas aconteçam o quanto antes", disse o volante Arouca, que mais uma vez jogará improvisado na ala-direita. "Estamos a um passo da classificação na Libertadores e agora temos de focar no Paulista, um campeonato complicado, porque todas as equipes próximas de nós estão indo bem." Fechar a primeira fase em segundo garante a vantagem de poder jogar por dois empates e também o mando de campo no duelo decisivo. Vale lembrar que o São Paulo provavelmente não atuará no Morumbi quando não for o mandante. A decisão dos locais dos jogos ficará a cargo da FPF - entidade com a qual o clube rompeu relações - e Corinthians e Palmeiras não aceitarão levar suas partidas para a casa tricolor.Muricy levará a campo sua força máxima disponível. Junior Cesar e Dagoberto, suspensos, não jogam. Zé Luís, André Dias e Wagner Diniz, lesionados, também estão fora. Mas, na prática, a única modificação no time em relação à vitória contra o Defensor, no Uruguai, deve ser a entrada de Hugo no meio, com o deslocamento de Jorge Wagner para a ala.A confiança em um bom resultado vem do excelente retrospecto são-paulino como visitante - seis vitórias em oito jogos. "Jogamos fora como no Morumbi", lembra o treinador. PLANOS OUSADOSAroucavolante do São Paulo"Queremos que as coisas aconteçam o quanto antes" "Estamos a um passo da classificação na Libertadores e agora temos de focar no Paulista, um campeonato complicado, porque todas as equipes próximas de nós estão indo bem"Muricy Ramalhotécnico"Jogamos fora como no Morumbi"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.