Ayrton Vignola/AE - 03/11/2011
Ayrton Vignola/AE - 03/11/2011

São Paulo enfrenta adversário desconhecido, viagem, cansaço e altitude

Confronto desta quarta-feira contra o LDU Loja fez time ter de enfrentar deslocamento de 20h até o Equador

FERNANDO FARO, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2012 | 03h03

SÃO PAULO - Com duas vitórias consecutivas e reabilitado no Campeonato Brasileiro, o São Paulo dá um tempo na competição e volta novamente suas atenções para a Copa Sul-Americana. O Tricolor agora deixa seu estádio para concluir uma verdadeira epopeia contra a desconhecida LDU de Loja, do Equador, na partida de ida das oitavas de final.

Só para chegar à cidade - distante mais de 600 km de Quito - a equipe demorou quase 20 horas entre viagens de ônibus e avião. De quebra, precisará jogar a mais de dois mil metros de altitude, fato que ampliará o já alto desgaste sofrido na locomoção. Os jogadores fizeram apenas atividades leves para minimizar o desgaste.

Além do possível cansaço, o Tricolor também entrará em campo para enfrentar um adversário do qual pouco conhece. Durante a semana muitos jogadores, como Douglas e Cortez, admitiram que não sabiam o que esperar dos equatorianos. A comissão técnica preparou um material detalhado para mapear o rival e identificar suas principais forças e fraquezas.

Ney Franco optou pela manutenção de esquema ofensivo, mas fez mudanças no time. Como vale a regra do gol fora de casa na competição, o técnico optou por Ademilson na frente, ao lado de Lucas e Osvaldo. Paulo Miranda ganhou a vaga de Douglas na direita. Maicon fica encarregado da criação com Jadson. Como é praxe nesse tipo de campeonato, o primeiro objetivo é marcar ao menos um gol fora de casa para ter o trabalho facilitado no duelo decisivo no Morumbi, no dia 24 de outubro.

Longe da briga pelo título brasileiro, os jogadores enxergam na Sul-Americana uma excelente oportunidade de terminar 2012 com um troféu. "É o caminho mais curto", disse Lucas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.