São Paulo entra na elite das competições de hipismo em 2007

São Paulo entrou nesta quarta-feira na lista das sedes dos principais eventos de hipismo do mundo. Graças à iniciativa do cavaleiro Álvaro Afonso de Miranda Neto, o Doda, e de sua mulher, a entre outras coisas amazona grega Athina Onassis, a capital paulista receberá, em agosto de 2007, uma etapa do Global Champions Tour - que reúne algumas das principais séries de hipismo do planeta.O lançamento oficial ocorreu nesta quarta-feira em um almoço promovido pelos organizadores. Será uma Competição de Saltos Internacional de cinco estrelas, o mais importante tipo de torneios entre os que contam pontos para o ranking da Federação Eqüestre Internacional (FEI). A premiação deve ser recorde do esporte em 2007, ultrapassando US$ 1 milhão.Com o nome de Athina Onassis International Horse Show, o evento será disputado na Sociedade Hípica Paulista, no bairro de Santo Amaro (zona sul da Capital), de 2 a 5 de agosto, fim de semana seguinte ao encerramento dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. O objetivo é atrair a participação de cavaleiros que disputarão a competição na capital carioca.Athina não esteve presente à entrevista coletiva em que Doda anunciou o evento. E o cavaleiro admitiu que dar o nome da mulher ao torneio foi uma estratégia para atrair patrocinadores. "A Athina é muito reservada, mas o fato de colocar o nome Onassis foi um grande passo par encurtar os nossos caminhos", disse o cavaleiro, dono de duas medalhas olímpicas na competição de saltos por equipes - bronze em Atlanta, em 1996, e prata em Sydney, em 2000.Doda disse que realizou um sonho ao trazer uma disputa de nível internacional para o Brasil. "Tenho um compromisso com o hipismo, esporte ao qual devotei minha vida e que meu deu, e dará, imensas alegrias", disse. Ele vê no hipismo um importante gerador de negócios e, conseqüentemente, de empregos, além de uma possibilidade de lazer e mesmo de ascensão social.Atualizada às 17h

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.