Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

São Paulo lamenta 'perda' de dois pontos no Campeonato Brasileiro

Depois do empate por 0 a 0 com o Corinthians, Lucas afirma: 'Só faltou o gol'

Paulo Galdieri, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2011 | 03h01

SÃO PAULO - Os jogadores do São Paulo deixaram o Morumbi nesta quarta-feira com uma certeza na mala: desperdiçaram dois pontos no Campeonato Brasileiro. Todos foram unânimes em dizer que a equipe jogou bem melhor que o Corinthians e que merecia a vitória.

"Não conseguimos vencer, mas seguimos na briga pelo título", disse o meia Rivaldo. "A competição continua a mesma coisa. Sabíamos que esse jogo podia terminar empatado, como foi de fato. Só que nossa apresentação merecia melhor sorte." O meia Lucas seguiu a opinião do companheiro. "Uma pena, o empate. Fomos melhores e merecíamos ter vencido. Faltou só o gol, dominamos o jogo."

Ao admitir que faltou o gol, Lucas reconheceu que a presença de Luis Fabiano poderia ter sido decisiva em campo. "Pode ser que hoje (quarta) tenha faltado um centroavante. Estamos sempre falando isso. Mas esse homem está para voltar. O Luis Fabiano vai nos ajudar bastante", enfatizou. "Ter referência ajuda bastante, pois eu e o Dagoberto voltamos para ajudar a levar a bola até o ataque."

DESPISTE 

Todo o mistério em torno de Luis Fabiano não serviu para nada. O atacante do Tricolor foi a peça usada pelo técnico Adilson Batista para tentar confundir o Corinthians antes da partida.

Não adiantou. Luis Fabiano fez toda liturgia que antecede uma partida, mas no fim foi parar no mesmo lugar onde se acostumou a ir quando visita o Morumbi desde sua volta ao Brasil: o camarote VIP.

O dia de Luis Fabiano começou como qualquer outro, mas em parte dele o jogador pôde relembrar a rotina de um jogo oficial. Apesar de todo o mistério que o São Paulo fez questão de manter sobre seu principal atacante, que ainda não estreou, Luis Fabiano não chegou a se concentrar com o elenco, que se reuniu desde segunda-feira no CT.

Quarta pela manhã, ele treinou normalmente, para não perder o dia, já que ainda corre atrás dos companheiros em termos de condicionamento físico - a comissão técnica são-paulina pretende colocá-lo para jogar apenas quando achar que ele tem condições de entrar sem correr riscos de nova contusão.

Depois do treino, Luis Fabiano fez questão de ficar no CT, como se estivesse concentrado. Ele almoçou com os colegas, descansou, fez mais um período de treinos e ficou à espera da chamada para a partida em direção ao Morumbi. Junto dos jogadores relacionados, entrou no ônibus e seguiu rumo ao estádio no começo da noite. Depois de passar pelo vestiário, tomou o caminho do camarote.

Mas se Luis Fabiano já sabia que não jogaria, o São Paulo não fez questão de dirimir dúvidas daqueles que ainda acreditavam que ele poderia ao menos ficar no banco.

DATA MARCADA

A primeira partida do atacante foi adiada. A diretoria trabalha com a hipótese de ela acontecer dia 2 de outubro, em casa, diante do Flamengo. Mas, até sábado, véspera do jogo com o Botafogo, no Engenhão, o São Paulo vai fazer mistério.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.