São Paulo lamenta vacilos do passado

Para jogadores, empate com o Palmeiras é resultado normal; problema são pontos perdidos para pequenos

Marcius Azevedo e Paulo Galdieri, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2011 | 00h00

O empate no clássico não foi considerado um resultado ruim pelo São Paulo. O que os tricolores lamentaram foram os outros pontos perdidos pela equipe no Morumbi, principalmente para times que estão brigando para não cair no Brasileiro.

"Temos de melhorar, parar de perder pontos. Mas um empate no clássico é normal. A gente lamenta outros pontos desperdiçados", afirmou o técnico Adilson Batista, que ficou satisfeito apenas com o primeiro tempo.

"Nós jogamos melhor no primeiro, criamos situações e, no segundo, o Palmeiras, com uma mudança, melhorou. Nós ficamos muito atrás e levamos um gol em uma jogada que treinamos bastante", lamentou. "Não gostei do segundo tempo e vamos trabalhar para corrigir."

O atacante Dagoberto reforçou o discurso do treinador. "Estamos perdendo chances de encostar na ponta há algum tempo, mas fizemos um bom jogo."

Autor de um golaço no primeiro tempo, o atacante criticou o comportamento da equipe na etapa final. "Temos de agredir mais o adversário. Fizemos o gol e esperamos. O Palmeiras agrediu e demos o que eles queriam que eram as faltas", comentou, referindo-se à cobrança de Marcos Assunção que resultou no gol de Henrique. "Tomamos um gol que teve gostinho estranho."

Sem polemizar. Rivaldo não ficou satisfeito por ter sido substituído, mas evitou criticar o treinador. "Não é que cansei, mas senti um pouco de câimbras. Acho que dava para continuar, mas o Adilson achou melhor me tirar e acertou."

Veja também:

linkFelipão sai satisfeito com resultado

linkPVC- Ninguém quis ganhar

linkPalmeiras e São Paulo empatam

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.