São Paulo não rebate Sanchez sobre Copa-2014

O São Paulo reagiu com bom humor às declarações do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que afirmou que o Tricolor não terá condições de bancar sozinho as reformas no Morumbi para a Copa de 2014. "Ele está coberto de razão", disse o superintendente de futebol, Marco Aurélio Cunha. "Com dinheiro próprio é impossível cobrir os custos. Mas teremos investidores para isso."Na Estônia, onde chefiou a delegação da seleção brasileira, Sanchez disse anteontem que o São Paulo teria de recorrer a recursos públicos para adequar o estádio aos padrões da Fifa. "Não cogitamos a hipótese de não haver investidores, há muitos interessados. É um processo contínuo", disse Cunha. O dirigente tricolor, porém, não descartou a ajuda financeira estatal. "Eventualmente, se o governo entender que precisa auxiliar, aceitaremos. Mas nada disso é estratégia.É legítimo que (o governo) invista no futebol brasileiro, de uma forma regulada e correta."O Tricolor, que amanhã enfrenta o Sport na Ilha do Retiro, ganhou uma boa notícia ontem. Em boa fase, o volante Richarlyson livrou-se de uma punição maior pela expulsão no clássico com o Palmeiras e jogará no Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.