São Paulo: poucos jovens contra Grêmio

Baresi contraria presidente e adia ascensão de 'pratas da casa' ao time titular. Técnico ainda crê em vaga na Libertadores de 2011

Giuliander Carpes, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

Os dirigentes são-paulinos já jogaram a toalha: é quase impossível o time conseguir uma vaga na Taça Libertadores do próximo ano. Exigem então que Sérgio Baresi coloque a molecada para jogar. Mas o técnico, ambicioso, ainda acredita em classificar o São Paulo para a maior competição do continente. A tão sonhada "revolução da base" vai ter de esperar um pouco mais.

Diante do Grêmio, às 22 horas, no Olímpico, o treinador vai colocar em campo apenas as revelações que já se afirmaram - o volante Casemiro e o meia-atacante Lucas. O zagueiro Bruno Uvini e o volante Zé Vitor são os outros dois jogadores com menos de 20 anos que viajaram para Porto Alegre.

"Estes jogadores vão entrar quando for o momento adequado. Agora eu acredito muito em vaga na Libertadores", diz o treinador. "Mas estes atletas já mostraram que têm condições de jogar no São Paulo."

A esperança do técnico interino é liderar uma recuperação histórica, com aproveitamento semelhante ao que os líderes do Brasileiro conseguiram manter até agora. Para igualar os 65 pontos que fez no ano passado - que levou o clube à 3.ª posição e hoje daria a última vaga à Libertadores -, o São Paulo precisa conquistar 31 dos 39 pontos que ainda tem para disputar (mais de 79% da pontuação). "Acredito que seja possível conquistar estes 31 pontos. No momento, penso apenas nisso", conta o treinador. O problema é que, até agora, quando disputou 75 pontos, o time somou apenas 34.

O primeiro passo para a campanha heroica sonhada por Baresi seria recuperar fora de casa os pontos perdidos dentro do Morumbi no campeonato - foram 18 ao total, seis nos últimos nove disputados. "Precisamos ganhar as próximas quatro partidas para nos aproximarmos do G-3. A classificação para a Libertadores passa por estes números", explica Baresi.

O técnico manterá Carleto no time - poderia usar Diogo, revelado no clube - e vai colocar Richarlyson no meio-campo na vaga de Jorge Wagner, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Marlos deve aparecer no ataque ao lado de Ricardo Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.