São Paulo se salva com gol impedido

André Lima empata no fim contra o Atlético em novo dia de decepção

Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

18 de maio de 2009 | 00h00

Era jogo para marcar a recuperação do São Paulo depois de cinco partidas sem vitória. Mas mesmo contra um adversário fraco, em pleno Morumbi, o time tricolor não conseguiu se impor. Só não perdeu porque André Lima marcou um gol no finalda partida . Estava em posição de impedimento. Empatoupor 2 a 2, deixou escapar mais dois pontos no Brasileiro eadiou outra vez o reencontro com o bom futebol. Mesmo com apenas um zagueiro de origem a disposição . Miranda, pois os outros estão no departamento médico. O técnico Muricy Ramalho não abriu mão de atuar com três jogadores na defesa.Improvisou os volantes Richarlyson e Zé Luis e puxou o também volante Arouca para a ala-direita e o meia Jorge Wagner para a esquerda.Enfim, o treinador continua o mesmo.E o São Paulo seguiu o time apagado dos últimos jogos. Aos 20 minutos, Richarlyson errou uma saída de bola e deu a chance de os adversários marcarem. Rafael Moura conseguiu errar, mandando chute na trave direita de Bosco.Ainda bem que a equipe do Morumbi tem sorte e o adversário tambémnão era grande coisa. Porque se dependesse da vontade... Hernanes errava passes que alguns meses atras não erraria. Hugo, desligado, parecia que estava apenas de corpo presente em campo. Jorge Wagner não acertava sua principal jogada, os cruzamentos na área adversária. E a impaciência do torcedor crescia.Mas só sorte não basta. Aos 30 minutos,ecoaram no estádio as primeiras vaias a equipe de Muricy. E aos 45, veio o castigo. Numa cobrança de escanteio, a defesa são-paulina falhou de novo e a bola sobrou para Rafael Santos concluir, de bico: 1 a 0. A segunda etapa começou melhor para o São Paulo. Depois de uma cobrança de lateral, logo a dois minutos, a bola sobrou para Borges. Artilheiro como é, não perdoou o goleiro Galatto e marcou o primeiro gol seu e do time no Brasileiro. Parecia que o São Paulo, enfim, poderia dar algum alento ao seu torcedor. Mas faltouaquela pressão característica do ano passado, quando o ataqueficava dando estocadas ate marcar o gol.E se a bola dos são-paulinos não chegou as redes, a dos paranaenses teimou em entrar.De novo o miolo de zaga baixo . Richarlyson tem 1,76.vacilou.Mais uma vez o zagueiro Rafael Santos marcou, novamente em uma cobrança de escanteio, porém,agora em bela cabeceada. A sorte do São Paulo - mais uma vez ela - e que o auxiliar não viu André Lima em posição de impedimento aos 43 minutos. Ele empatou a partida. Atuação fraca, recuperação remarcada para o domingo. Mas dessa vez, o time terá pela frente o clássico contra o Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.