São Paulo vacila e perde a 3.ª seguida

Equipe desperdiça várias chances e acaba derrotada pelo Millionários

Giuliano Villa Nova, O Estadao de S.Paulo

11 de outubro de 2007 | 00h00

Quando a fase não é boa, não se pode falhar. O São Paulo foi bem melhor do que o Millionários , da Colômbia, ontem, mas perdeu muitos gols no segundo tempo e foi derrotado pela terceira vez seguida na temporada, novamente por 1 a 0 (a exemplo do que tinha ocorrido contra Flamengo e Corinthians, no Campeonato Brasileiro). O revés no Morumbi deixa o time mais longe da classificação na Copa Sul-Americana - terá de vencer por dois gols de diferença o duelo de volta, dia 24, em Bogotá, para alcançar as semifinais - mas o maior problema é outro: como lidar com a visível queda de rendimento, num momento em que as competições, especialmente o Nacional, entram na reta decisiva.''''Erramos muitos passes no primeiro tempo, nunca vi o time falhar tanto nisso'''', comentou o zagueiro André Dias. ''''Não poderíamos sofrer um gol de contra-ataque'''', apontou o volante Richarlyson, atrasado no lance em que Zapata mandou a bola para as redes. ''''Temos de nos fechar e dar a volta por cima'''', opinou o lateral Jorge Wagner.Apesar da insistente reclamação do cansaço do elenco, o técnico Muricy Ramalho resolvou preservar apenas dois titulares para o jogo, Jorge Wagner e Aloísio, que entraram apenas no segundo tempo. A comissão técnica aposta que a avaliação foi correta e o time não sentirá a carga de esforço extra, no confronto decisivo com o Fluminense, sábado, no Maracanã.Na primeira etapa, apesar dos passes errados, os brasileiros tentaram furar o bloqueio adversário de todas as formas, mas sem velocidade: em jogadas individuais, com Hernanes e Júnior, e com chutes de longe, de Diego Tardelli e Leandro. Quem chegou mais perto foi Hugo, que quase marcou em duas cabeçadas: na primeira, o goleiro Blandón cortou, e na segunda, o desvio passou bem perto.Os são-paulinos voltaram mais acesos para a etapa final e criaram diversas chances para marcar. Em algumas, faltou competência, como no chute de Júnior, depois do ótimo passe de Aloísio, de peito. Em outras, faltou sorte, como na ótima defesa de Blandón, na finalização de Aloísio, após tabela com Jorge Wagner e Júnior.A seis minutos do fim, prevaleceu a estratégia do Millionários. Até então, os contra-ataques pararam na bem posicionada defesa tricolor. Mas num ótimo lançamento, Zapata foi mais rápido do que André Dias e Richarlyson, saiu na frente de Bosco e mandou para as redes.''''A derrota não nos abala, temos que voltar a nos concentrar no Brasileiro'''', afirma o zagueiro André Dias. Pelo menos no Brasileiro, ainda há tempo: em oito jogos, o time tem de ganhar pelo menos quatro para confirmar o título. Resta conferir se terá força física e principalmente psicológica para retomar o caminho das vitórias.Ainda ontem, o Vasco perdeu por 2 a 0 para o América, no México. Na Argentina, Arsenal e Chivas ficaram no 0 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.