Ciro Campos/ Estadão
Ciro Campos/ Estadão

São Silvestre 2018 será sob tempo bom e com mais fiscalização

Com previsão de tempo para 20ºC e umidade relativa do ar acima dos 80%, a prova fez muita gente chegar por volta das 6h da manhã

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2018 | 08h34
Atualizado 31 de dezembro de 2018 | 10h11

SÃO PAULO - A 94ª edição da corrida de São Silvestre será nesta segunda-feira, 31, em São Paulo, com tempo bom e sem chuva. Mesmo mais de duas horas antes da primeira largada para os corredores de elite, marcada para às 8h40, com a partida das mulheres, boa parte dos 30 mil corredores inscritos chegou mais cedo à Avenida Paulista para tentar se posicionar com um bom lugar antes de iniciar o trajeto de 15 km.

Com previsão de tempo para 20ºC e umidade relativa do ar acima dos 80%, a prova fez muita gente chegar por volta das 6h da manhã. As estações de metrô na região ficaram cheias de corredores com camisas e números de identificação na prova. Os habituais fantasiados marcaram presença, com cuidado especial com perucas, maquiagens, pintuais e roupas personalizadas.

+++ São Silvestre 2018: onde assistir, principais destaques e ruas bloqueadas

Para esta edição, a organização prometeu aumentar o rigor para impedir a participação de corredores que não pagam a inscrição, mas entram no pelotão e percorrem o trajeto sem pagar. Os chamados 'pipocas' chegaram a atingir o número de 15 mil pessoas em anos anteriores e representam um problema por questões de segurança e também pelo consumo extra de copos de água nos pontos de hidratação.

Os responsáveis pela prova estabeleceram um esquema de maior controle nos pontos de acesso e nos locais de hidratação. O procedimento será feito tanto com câmeras como com funcionários. Os mais de 30 mil inscritos pagaram cada um a taxa de inscrição de R$ 185.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.