São Silvestre, sem estrelas, abre espaço para brasileiros

Sem as principais estrelas internacionais, que não aceitaram correr sem cachê gordo como nos últimos anos, a Corrida de São Silvestre terá, neste domingo, sua 82ª edição com favoritismo de atletas brasileiros. A prova das mulheres, que tem destaques como Márcia Narloch e Marizete Rezende, começa às 15h15; e a masculina, com Franck Caldeira como principal candidato ao primeiro lugar, terá largada às 17h. As duas provas terão transmissão da Globo e Gazeta.Sem Marilson dos Santos, que venceu a prova em 2005, mas se contundiu, as atenções estarão voltadas para Franck Caldeira, mineiro de 23 anos. O brasileiro deve ter como principal rival o queniano Mathew Cheboi, da mesma idade.Ciente do favoritismo, Caldeira procura manter o foco. ?São 15 quilômetros, mas é como qualquer corrida. Se não acontecer este ano, vamos ter outros. Nunca houve um campeão que não tivesse história para contar. Eu estou construindo esta história?, diz, seguro. O brasileiro já participou de três edições da prova. Em 2003, ficou na terceira posição (44min26), mas nos dois anos seguintes abandonou a prova. Cheboi participou nos dois últimos anos - ficou em 10.º lugar em 2004 e sexto no ano passado. Principal destaque no grupo queniano que corre este ano, não teve dúvidas em nomear o mineiro como um dos desafios principais deste final de semana. ?Conheço bem os melhores brasileiros. Estão fortes este ano; serão um grande desafio para mim?, disse.Já experiente no percurso, sua principal preocupação são os dois últimos quilômetros - a temida subida da Brigadeiro Luiz Antonio. "Serão os metros mais difíceis porque é o fim da prova e você tem de usar muita energia por não ser uma subida muito íngreme, mas por etapas." Sobre o duelo direto com Caldeira, o queniano é franco. ?Vamos ver se consigo mudar a situação desta vez...?Neste sábado, no último treino para a corrida, os quenianos se mostraram bastante tranqüilos e descontraídos. Cheboi encontrou tempo para arriscar uma dedilhada no violão e para ?apostar? uma corrida com a filha de seu treinador. A lista de candidatos ao título, neste domingo à tarde, conta, ainda, com o mineiro José Telles de Souza, campeão da Maratona de São Paulo de 2005, com José Eloy, Paulo Alves dos Santos e Wendel Cruz, todos competidores que ficaram entre os 20 melhores desde 2001. Entre as mulheres, estiveram no Ibirapuera, neste sábado, as quenianas Pamela Bundotich e Jane Kibii, que podem ser grandes surpresas neste domingo; e as brasileiras Lucélia de Oliveira Peres e Marily dos Santos. Marcia Narloch, cotada como favorita, realizou o último treino na sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.