Sarah Menezes diz que experiência ajudou no título

A judoca Sarah Menezes avaliou que a experiência na seleção adulta fez a diferença na disputa da categoria ligeiro (até 48 kg) do Mundial Júnior. Neste ano, ela defendeu o Brasil nas principais competições do judô e esteve, inclusive, na Olimpíada. Nos Jogos de Pequim, no entanto, foi eliminada logo em sua primeira luta, ao perder para a húngara Eva Csernoviczki."A experiência nessas competições importantes me deu tranqüilidade e confiança para lutar o Mundial Júnior. Apesar de cansada, estava bastante motivada", explicou Sarah, após sua medalha de ouro conquistada nesta quinta-feira em Bangcoc. "Uma coisa que fez a diferença sem dúvida foi a parte psicológica, a cabeça."Agora, Sarah promete esquecer um pouco o judô, para atingir outro objetivo. "Preciso meter a cara nos estudos para fazer vestibular para medicina no fim do ano", contou a judoca. "Esse ano foi muito corrido e eu perdi muita aula. Gosto das coisas difíceis assim."Mas Sarah também promete lutar no ano que vem pelo bicampeonato mundial - as competições de juniores no judô passarão a ser anuais, ao invés de acontecerem a cada dois anos, como era até agora. "Tenho que ficar mais forte e mais veloz", admitiu Sarah, ao avaliar o que precisa melhorar para o seu futuro nos tatames.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.