Scheidt ainda não decidiu seu futuro

O dilema permanece, um ano após os Jogos Olímpicos de Atenas: Star ou Laser? O iatista Robert Scheidt ainda não definiu em qual classe estará na Olimpíada de Pequim, em 2008. Na Alemanha, onde disputará a Semana de Kiel, ele revelou nesta segunda-feira que tomará uma decisão até dezembro.A opção é difícil. Primeiro, porque Scheidt tem grandes chances de conquistar mais uma medalha de ouro na Laser - já tem duas, além dos 7 títulos mundiais nessa classe. E segundo, porque, se mudar para a Star, terá como adversário o também bicampeão olímpico Torben Grael - só um dos dois poderá ir aos Jogos de Pequim.O Mundial de Star, em fevereiro passado, foi o único torneio de Scheidt nesta classe em 2005. No restante do ano decidiu velejar de Laser. E a competição mais importante será o Mundial de Fortaleza, em setembro, quando tentará, em casa, seu oitavo título."Eu já tinha falado em despedida e acabei voltando para a Laser. Não vou falar mais isso", afirmou o iatista. "Continuar na Laser seria mais fácil, tenho tarimba. São 15 anos competindo de forma intensa. Mas aí tem o fator motivação e, por isso, seria bom mudar."Scheidt tem grandes patrocinadores e pode não ser bom ficar fora de uma Olimpíada. Para participar do Pan do Rio, em 2007, só se for de Laser - afinal, a Star não é classe pan-americana.A tradicional Semana de Kiel, que terá sua 123ª edição de quarta a domingo, com 15 regatas, servirá para Scheidt ganhar ritmo para o Mundial da Laser - uma tendinite no braço direito atrapalha um pouco. O brasileiro já venceu a Semana de Kiel em 1999, 2000 e 2004. Esse ano, até agora, conquistou o título da Europa Cup e ficou em 7º lugar na Holland Regata.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.