Divulgação
Divulgação

Scheidt comemora volta à classe Star antes de disputar Campeonato Sul-Americano

Foi nesta categoria que brasileiro conquistou medalhas nas Olimpíadas de Pequim e Londres

Estadão Conteúdo

07 Novembro 2018 | 11h18

Depois de se dedicar à vela oceânica nesta temporada, Robert Scheidt comemora o seu retorno à classe Star, na qual competirá nas primeiras regatas do Campeonato Sul-Americano a partir desta quinta-feira, no Iate Clube do Rio de Janeiro. O evento contará com a participação de outros grandes velejadores brasileiros e com barcos da Argentina e do Chile.

"Estou animado. É sempre bom voltar a velejar de Star, uma classe que gosto muito, e no Rio de Janeiro, que é um lugar muito agradável. Além disso, a competição ajudará na preparação para a SSL Finals, nas Bahamas, em dezembro", afirmou o astro brasileiro de 45 anos, dono de cinco medalhas olímpicas em sua vitoriosa carreira, por meio de declarações reproduzidas nesta quarta-feira por sua assessoria.

A SSL Finals é o grande evento que fecha a temporada de Star da vela e ocorrerá entre os dias 4 e 8 do próximo mês, em Nassau, e Scheidt exaltou o bom nível desta próxima disputa continental na capital fluminense. "Teremos uma flotilha muito forte nesse Campeonato Sul-Americano, com o Lars Grael, Marcelo Fucks, o Jorginho Zarif (que conquistou o título mundial de Star ao lado de Guilherme de Almeida em outubro), entre outros grandes velejadores", enfatizou.

No ano passado, Scheidt conquistou, também no Iate Clube do Rio de Janeiro, a Taça Royal Thames competindo ao lado do proeiro Henry Boenning, apelidado de Maguila. Agora, nesta nova competição em solo carioca, ele terá como parceiro Arthur Lopes, com quem foi campeão paulista de Star, em abril passado, no Yacht Club Santo Amaro, em São Paulo.

"O Maguila vai competir com o Dino Pascolato no Sul-Americano. Voltaremos a velejar juntos na final da Star Sailors League e, por isso, aproveitaremos para fazer alguns treinos antes de a regatas começarem", afirmou Scheidt, que na SSL Finals fará novamente parceria com Henry Boenning.

Na classe Star, Scheidt foi medalhista de prata na Olimpíada de Pequim-2008 e de bronze nos Jogos de Londres-2012. Já na Laser, ele faturou dois ouros olímpicos em Atlanta-1996 e Atenas-2004, assim como subiu ao segundo lugar do pódio em Sydney-2000.

 
Mais conteúdo sobre:
velaRobert Scheidt

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.