Scheidt: decisão sobre futuro sai agora

Depois de conquistar o 8º título mundial da carreira, nesta quarta-feira, em Fortaleza, Robert Scheidt promete anunciar uma definição sobre seu futuro no iatismo. Ele irá decidir, agora em outubro, se continua na classe Laser, na qual conquistou todos os títulos possíveis, ou se vai para a Star, em busca de novos desafios.?Ainda gosto muito de velejar de Laser, uma classe que me deu muitas alegrias. Vou conversar com minha família e meus patrocinadores antes de anunciar meu futuro na vela?, revelou Scheidt, que está com 32 anos.Na Laser, Scheidt já tem 8 títulos mundiais e três medalhas olímpicas, sendo duas de ouro (Atlanta/96 e Atenas/04) e uma de prata (Sydney/00). Ou seja, já ganhou tudo o que podia. Por isso pensa em mudar para a classe Star, onde seria adversário de outro bicampeão olímpicos, Torben Grael.Scheidt, inclusive, já disputou alguns campeonatos na Star, ao lado do proeiro Bruno Prada. Chegou ao vice-campeonato no Sul-Americano e ao 6º lugar no Mundial da classe, ambos disputados este ano, em Buenos Aires.O desejo dele parece ser mesmo tentar a Star, mas o problema é abandonar uma classe em que é soberano no mundo. ?No Mundial de Fortaleza ficou claro que ainda tenho vigor físico para continuar na Laser. Se nenhuma lesão atrapalhar, posso disputar os Jogos de Pequim em condições de brigar por medalha?, avaliou Scheidt, já pensando na Olimpíada de 2008.Mas, mesmo se mudar para a Star, Scheidt ainda tem planos para a Laser, principalmente nos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio. ?Quero tentar o tetra?, avisou o iatista, que foi ouro nas edições de Mar del Plata/95, Winnipeg/99 e Santo Domingo/2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.