Scheidt e Prada reagem no Mundial de Perth

Os brasileiros Robert Scheidt e Bruno Prada reagiram no segundo dia de disputas da classe Star no Mundial de Perth, na Austrália, e estão em boa situação para buscar uma medalha na competição e a classificação olímpica - 11 vagas para Londres/2012 estão em jogo.

PERTH, AUSTRÁLIA, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2011 | 03h06

A dupla, que estreou no domingo com um 9.º lugar na classificação geral, já subiu para a 4.ª colocação. Ontem, Scheidt e Prada conseguiram um 13.º e um 2.º lugares nas regatas disputadas e somam 35 pontos perdidos. Os britânicos Ian Percy e Andrew Simpson, atuais campeões olímpicos, lideram a disputa, com 16 pontos perdidos.

As últimas quatro classes que ainda não haviam entrado na água - Laser, 49er, RS:X masculina e 470 feminino - estrearam ontem no Mundial. O barco de Martine Grael e Isabel Swan, bronze na Olimpíada de Pequim/2008 no 470, teve o melhor resultado do dia: ocupa a 7.ª posição geral, com 14 vagas para Londres em disputa.

Bruno Fontes, da Laser, também foi bem, ao conquistar o 10.º lugar na classificação geral - ele obteve um 8.º e um 2.º lugares em sua flotilha. André Fonseca e Marco Grael, da 49er, correram em três regatas e sofreram uma infração, que colocou a dupla em 46.º. Por fim, o veterano Ricardo Winicki, o Bimba, ocupa o 19.º lugar.

O Brasil já tem três vagas em Londres (a classificação é do País e não dos velejadores), na RS:X feminina, Laser radial e Finn. Os competidores serão definidos em seletiva a ser realizada em fevereiro, em Búzios (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.