Scheidt e Prada vencem regata e sobem para 2.º na Star

Disputa entre os barcos de Brasil e Grã-Bretanha na vela é uma das mais acirradas dos Jogos

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 11h44

A disputa entre os barcos de Brasil e Grã-Bretanha na classe Star da vela tem tudo para ser das mais emocionantes dos Jogos de Londres. Nesta terça-feira, no terceiro dia de disputa da classe, uma vitória para Robert Scheidt e Bruno Prada, outra para Iain Percy e Andrew Simpson, sempre com a dupla rival na segunda colocação.

O desempenho foi melhor para o barco britânico. Ao fim de seis regatas, o pior resultado de cada um foi descartado e os donos da casa puderam jogar foram um 11.º lugar obtido na primeira regata. Os brasileiros, uma nona posição na terceira regata.

Com isso, Percy e Simpson estão no primeiro lugar geral, com 10 pontos perdidos, enquanto os brasileiros aparecem em segundo, com 14 - eles abriram o dia no quarto lugar geral. O barco da Suécia, que teve um quinto e um terceiro lugares nesta terça-feira, está em terceiro geral, com 17 pontos perdidos.

Na primeira regata do dia em Weymouth, ampla vantagem dos britânicos, que passaram os brasileiros na segunda perna e venceram com folga de 50 segundos. Depois, na regata seguinte, uma prova de recuperação de Scheidt e Prada, que pularam para a o primeiro lugar apenas na última perna e venceram com vantagem de apenas cinco segundos.

BIMBA

Na classe RS:X, Ricardo Winicki, abriu a competição olímpica com um 14.º e um nono lugares nas regatas disputadas nesta terça-feira. Assim, ele soma 23 pontos perdidos, na 13.ª posição. A liderança é do holandês Dorian van Rijsselberge, campeão mundial, que venceu duas vezes, sempre seguido do polonês Przemyslaw Miarczynski e do alemão Toni Wilhelm.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.