Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Jonne Roriz/ Divulgação
Jonne Roriz/ Divulgação

Scheidt se recupera, vence regata e já é o 3º da classe Laser no Pan

Brasileiro está entre guatemalteco e canadense no ranking

Estadão Conteúdo

15 de julho de 2015 | 20h25

Em um dia no qual foram disputadas três regatas da classe Laser, Robert Scheidt aproveitou para se recuperar em busca do ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Conquistou uma vitória, um terceiro e um quinto lugares para subir do quinto para o terceiro lugar da classificação geral. Já foram realizadas cinco das 12 regatas previstas.

A liderança, por enquanto, está com o guatemalteco Juan Maegli Agüero, quarto colocado no Campeonato Mundial, na semana passada, neste mesmo Lago Ontário. O guatemalteco tem 13 pontos perdidos, contra 26 de Robert Scheidt. Entre eles, o canadense Lee Parkhill, que foi apenas o 23º do Mundial e tem 14 pontos perdidos.

Na outra classe masculina, a RS:X, Ricardo Winicki, o Bimba, segue na liderança, agora com oito pontos perdidos, contra 12 do mexicano David Mier y Teran. Até aqui foram disputadas apenas sete das 16 regatas previstas.

Entre as mulheres, Fernanda Decnop teve um dia ruim, que começou com um 15º lugar entre 16 barcos. Depois, recuperou-se com uma vitória e um quinto lugar. A brasileira tem 30 pontos perdidos, no quinto lugar, contra 19 da líder, Paige Railey, dos Estados Unidos. Após sete de 12 regatas, uma uruguaia, uma peruana e uma velejadora de Aruba estão à frente de Fernanda.

Campeãs mundiais, Martine Grael e Kahena Kunze continuam sofrendo na 49erFX. Elas começaram o dia com um segundo lugar, mas foram desclassificadas na segunda regata. Depois, se recuperaram com uma vitória. Mesmo assim, têm 27 pontos perdidos, no terceiro lugar entre seis barcos, apenas. A Argentina, lidera, com 14 pontos perdidos, após 9 de 16 regatas.

Por fim, na RS:X Feminina nada parece tirar Patrícia Freitas do caminho do outro. A brasileira foi primeira ou segunda colocada em todas as sete regatas já disputadas. Tem sete pontos perdidos, contra 10 da segunda colocada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.