Scheidt tem dia ruim, cai para 5º e dá adeus a título no Mundial de Laser

Robert Scheidt está mais longe da briga por uma medalha no Mundial da classe Laser, que está sendo disputado em Puerto Vallarta, no México. No penúltimo dia de competições, nesta terça-feira, ele teve um desempenho ruim com um 22.º e um 14.º lugares, e caiu de terceiro para quinto na classificação geral.

Estadão Conteúdo

17 de maio de 2016 | 21h05

No último dia de regatas, nesta quarta-feira, Scheidt briga apenas pela medalha de bronze. O brasileiro tem 74 pontos perdidos, contra 65 tanto do cipriota Pavlos Kontides quanto do australiano Matthew Wearn. O alemão Philipp Buhl (76), o italiano Marco Gallo (79) e o também australiano Tom Burton (79) estão entre os que também concorrem pelo último lugar vago no pódio.

"Infelizmente tive um dia ruim. Eu até que larguei bem nas duas regatas, mas velejei sempre do lado errado de onde entrou o vento. Para amanhã (quarta-feira), vou tentar velejar melhor, um pouco mais agressivo para ser se consigo melhorar esse resultado e chegar ao pódio", afirmou Scheidt.

A medalha de ouro já está no peito do britânico Nick Thompson, enquanto o francês Jean-Baptiste Bernaz tem boa vantagem para ficar com a medalha de prata. Outro brasileiro no Mundial, Bruno Fontes está em 30.º, com 191 pontos perdidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Robert ScheidtVela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.