'Se alguém tentou vencer, foi o Palmeiras'

O técnico Gilson Kleina acha seu time bem melhor que o adversário. É o terceiro empate do Alviverde em clássicos

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2013 | 02h03

O Palmeiras ainda não venceu um clássico na temporada, mas Gilson Kleina não mostra preocupação com o fato. Para o treinador, sua equipe mostrou mais força e determinação nos três jogos contra os rivais até aqui no Estadual, incluindo o jogo de ontem contra o Santos.

"Eu achei que o Palmeiras jogou melhor nos três clássicos. E, para uma equipe que começou em baixa, em reconstrução, não podemos tirar nosso mérito", afirmou Kleina. "Vejo que minha equipe tem até ousadia."

Até agora, o Palmeiras só empatou contra os grandes: 2 a 2 com o Corinthians e igualdade sem gols contra São Paulo e Santos. Sobre a partida de ontem, Kleina afirmou que sua equipe deveria ter saído vitoriosa.

"Se alguém tentou vencer, foi o Palmeiras. Tivemos a dinâmica do jogo e a postura para sair vencedor", disse, confiando que o Palmeiras vai conseguir ganhar de algum rival logo. "Temos de ver as coisas boas: alguns jogadores sobressaíram e estamos em evolução. Acredito que vamos vencer um clássico na hora certa."

O treinador admite que está faltando um jogador finalizador no elenco e, sobre a possível negociação com Adriano, ex-Flamengo, Kleina afirma que não recebeu nenhuma informação da diretoria, mas que aceitaria a chegada do atacante - desde que ele esteja apto a só jogar futebol, deixando os problemas de lado.

"O Adriano é um grande jogador, mas tem de ver que de forma está a cabeça dele", declarou o técnico. "Quem sou eu para não estender a mão para um homem, um grande jogador."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.