Segurança mantém olhos bem abertos

Os voluntários começam a sumir de Pequim, juntamente com os computadores e suas informações sobre os Jogos destinados aos jornalistas estrangeiros no Centro de Imprensa. Mas a segurança permanece total, atenta a qualquer tipo de incidente. Por toda a capital da China os militares, um dia após a cerimônia de encerramento da Olimpíada, continuam distribuídos nos pontos mais próximos dos locais de eventos, ainda considerados de alto risco pelas autoridades.Não há indício de relaxamento contra o terrorismo na Pequim pós-Jogos. Além da polícia local, ontem foi possível notar o trabalho de guardas do exército. Colocados embaixo das pontes da cidade, muitos portavam metralhadoras.No centro, pontos turísticos como a Praça Celestial e a Cidade Proibida receberam atenção especial das autoridades. Nem mesmo a Muralha da China, situada na região metropolitana de Pequim, foi desguarnecida. Dezenas de carros da polícia revezaram-se na proteção do famoso cartão-postal oriental.ÚLTIMOS FLASHESAs ruas que dão acesso ao Ninho de Pássaros e ao Cubo d?Água continuam bloqueadas. Apenas as pessoas com crachá da organização têm o direito de transitar por elas.A movimentação nos dois lugares mais visitados na Olimpíada foi bastante intensa ontem. Muitos turistas, com suas máquinas fotográficas a tiracolo, permanecem em Pequim, apesar do fim das competições, na tentativa de bater as últimas fotos - com a ajuda do céu claro.O trânsito, em plena segunda-feira, estava mais tranqüilo do que no domingo. Mesmo assim, foi difícil, como sempre, utilizar o serviço de táxi. No Aeroporto de Pequim todos os vôos internacionais partem lotados. Segundo os responsáveis pelo setor aéreo chinês, a previsão é de que até o fim do mês não haja passagens excedentes nem para a Europa nem para os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.