Segurança total nos Jogos de Inverno

A poucas semanas da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno, a partir do dia 8 de fevereiro, em Salt Lake City, nos Estados Unidos, a cidade começa a se tornar uma fortaleza contra ataques terroristas. A grande preocupação da polícia norte-americana e do Comitê Olímpico Internacional (COI) é de que grupos terroristas aproveitem o evento para realizar atentados.Para evitar o pior, a organização do evento terá 10 mil policiais - número três vezes maior do que o número de atletas - e o espaço aéreo de Salt Lake City será fechado durante os dias dos Jogos. Mesmo assim, os promotores do evento colocaram como um dos cenários de risco o choque de um avião contra um dos locais de competição.Além disso, o presidente do COI, Jacques Rogge, afirma que existem medidas para evitar ataques bacteriológicos e químicos na cidade. O dirigente lembra que os organizadores dos Jogos Olímpicos estão em alerta com a ameaça do terrorismo desde 1972, quando a Olimpíada de Munique foi alvo de um atentado.Afeganistão - Rogge ainda anunciou que, nas próximas semanas, começará a avaliar a volta do Afeganistão ao COI e aos Jogos Olímpicos. "Vamos mandar uma missão à Cabul para ver qual é a situação do esporte no país", disse ele.O COI havia banido o Afeganistão da Olimpíada depois que o regime do Taleban decretou a proibição das mulheres de praticar esportes. "Esperamos ver o Afeganistão já na Olimpíada de 2004", avisou Rogge.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2002 | 18h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.